Dark Souls é o jogo definitivo de todos os tempos no Golden Joystick Awards

É oficial: Dark Souls é o jogo definitivo de todos os tempos, conforme votado por você.

Como parte do Golden Joystick Awards 2021, estamos comemorando 50 anos de jogos com duas categorias muito especiais para o programa deste ano: Melhor Hardware para Jogos de Todos os Tempos e Último Jogo de Todos os Tempos.

Agora, com todos os votos somados, sabemos que a odisséia arrebatadora e gloriosa da From Software nas profundezas de Lordran ganhou o direito de ser chamado de o jogo definitivo de todos os tempos.

Confira a lista completa de indicados abaixo:

  • Dark Souls (Vencedor)
  • Doom (1993)
  • The Legend of Zelda: Breath of the Wild
  • Meia-vida 2
  • Minecraft
  • Street Fighter II
  • Tetris
  • O último de nós
  • Super Mario 64
  • Metal Gear Solid
  • Halo: Combat Evolved
  • Super Mario Bros. 3
  • Grand Theft Auto V
  • Portal
  • Call of Duty 4: Modern Warfare
  • Pac Man
  • Super Mario Kart
  • Invasores do espaço
  • Sim City (1989)
  • Pokémon GO

A lista, que é ordenada em termos de quantos votos cada jogo recebeu, mostra quantos clássicos de todos os tempos Dark Souls tiveram que vencer para ganhar sua coroa. Em segundo lugar, temos indiscutivelmente um dos jogos de tiro em primeira pessoa mais importantes de todos os tempos em Doom, enquanto a gloriosa aventura de mundo aberto de Link em Breath of the Wild conseguiu o 3º lugar. Você pode descobrir mais sobre como escolhemos a lista de finalistas do Ultimate Game of All Time, acessando nosso explicador.

Em nosso artigo sobre por que Dark Souls é o melhor jogo de todos os tempos, Joe Donnelly escreve: “Falaremos sobre Dark Souls em mais 10 anos, e mais 10 anos depois disso. Em Dark Souls, somos informados de que a história se repete. Mas, na realidade, provavelmente nunca haverá um jogo como este novamente. ”

Para saber mais sobre o programa deste ano, visite Golden Joystick Awards 2021 ou siga-nos no Twitter e < / em> Facebook .

Leia também  Hideo Kojima adora Twelve Minutes: 'Meio que me faz querer criar outro jogo de aventura'