"Nintendo (Crédito da imagem: Futuro)

O modelo atualizado do Nintendo Switch destacado em um relatório recente de hardware pode ter seus próprios jogos exclusivos, de acordo com o conhecido vazador ResetEra, Nate Drake.

“Haverá algumas exclusividades selecionadas, especialmente de terceiros”, disseram eles em resposta à especulação de outros usuários. “Pode não ser um grande número deles, mas eu conheço pelo menos um.”

Eles não entraram em detalhes, mas o impulso desse boato é simples: o modelo Switch mais robusto, supostamente capaz de 4K, será capaz de jogar alguns jogos que o original não pode. Com o console em si ainda não anunciado, há muito espaço para mudanças e equívocos sobre suas capacidades, então este boato não deve ser tratado como evangelho. Dito isso, a ideia de revisões de hardware da Nintendo levando à exclusividade de gerações não é sem precedentes.

O Nintendo 3DS e mais tarde o Novo 3DS, por exemplo, viram um punhado de jogos que não rodavam em seus predecessores, apesar de pertencerem à mesma família de consoles. No caso do 3DS, isso geralmente se resumia à integração de gráficos 3D, mas para jogos como Xenoblade Chronicles 3D e Fire Emblem Warriors (que também foi lançado na Switch), era mais sobre pura potência do hardware. Para ambos os consoles, tais exclusividades eram principalmente – senão inteiramente – de editores terceirizados, apesar dos jogos de console virtual.

Pelo menos logicamente, isso se alinha com novos rumores sobre exclusividades do chamado Switch Pro. O Switch é um console relativamente fraco, mesmo em comparação com o PS4 e Xbox One básicos, sem falar de seus sucessores de nova geração, e isso manteve muitos jogos de terceiros fora dele. Se a Nintendo realmente lançar um switch mais poderoso que pode competir – ou pelo menos funcionar – no reino 4K, seria capaz de rodar mais jogos de terceiros. No entanto, a diferença de desempenho entre o Switch original e o atualizado pode levar a jogos que só podem ser reproduzidos na nova versão.

Dito isso, os jogos originais da Nintendo são consistentemente responsáveis ​​pelo menor denominador comum. Basta olhar para The Legend of Zelda: Breath of the Wild, que foi lançado no Wii U e no Switch. Então, mesmo se tudo isso for verdade, eu não me preocuparia com a existência de muitos exclusivos do Switch Pro, e certamente não me preocuparia com as franquias de sustentação da Nintendo se livrando do Switch original. Seria totalmente fora do personagem e contraproducente para a Nintendo dividir seu público limitando algo como Breath of the Wild 2 a uma versão do Switch. Isso afastaria os proprietários de Switch e Switch Lite, o que não condiz com os planos da Nintendo de focar na linha de Switch por vários anos.

Leia também  FIFA 21 não apresentará as comemorações desses dois jogadores em uma tentativa de reduzir "comportamentos tóxicos"

Falando em Breath of the Wild 2 : a Nintendo diz que o desenvolvimento está ocorrendo sem problemas, e terá mais para compartilhar ainda este ano.