Como os gatilhos adaptáveis ​​do PS5 DualSense funcionam? Consulte o controlador Xbox One de lançamento para obter respostas

(Crédito da imagem: Sony PlayStation)

Com o PS5 agora a apenas alguns meses do lançamento, finalmente estamos começando a ter uma melhor noção de como a divisão PlayStation planeja evoluir o jogo na próxima geração de entretenimento interativo. No centro de tudo, está o controle PS5 DualSense; é uma evolução ousada do icônico DualShock e é, sem dúvida, a revelação mais significativa do PS5 que a Sony fez até agora em sua campanha para o feriado de 2020. Embora haja muito a amar no novo controlador, foi a nova funcionalidade que chamou minha atenção mais do que o fator de forma refinado ou seu esquema de cores em dois tons divisivos. Em particular, é a adoção de feedback háptico e a incorporação do que a Sony chama de ‘gatilhos adaptáveis’ aos botões L2 e R2 do DualSense.

Há uma boa chance de que nenhum de nós tenha a oportunidade de colocar as mãos no DualSense por um bom par de meses (por motivo óbvio) e isso representa um problema para a Sony. Pode ser difícil entender verdadeiramente o apelo das inovações de hardware criadas em torno da comunicação cinestésica sem experimentar por si mesmo. Em seu nível mais básico, o feedback háptico aprimorado que a Sony está integrando ao corpo do DualSense indica que a Sony está tomando medidas significativas para evoluir a funcionalidade de vibração além da do DualShock 4 e que o suporte da plataforma está sinalizando para os estúdios que projetam mais o senso de toque na jogabilidade deve ter mais consideração no desenvolvimento do que nunca no passado.

Mas, para ter uma idéia de como os gatilhos adaptativos funcionarão, você precisa apenas olhar para a tecnologia que a Microsoft estava experimentando em 2013 no lançamento do Xbox One – e a maneira como os desenvolvedores do Xbox Game Studios, em particular, o implementaram nos títulos desde então – para entender como essa tecnologia pode mudar a maneira como você joga e se diverte com os jogos.

Lembre-se dos gatilhos de impulso do Xbox One?

(Crédito de imagem: Microsoft)

Os movimentos mais significativos feitos pela Microsoft na virada da última geração foram ofuscados pelas idéias que foram pressionadas a não seguir. Não precisamos refazer todas as maneiras pelas quais a divisão Xbox estragou a revelação do Xbox One em 2013 aqui, mas é claro que suas mensagens mistas causaram mais danos do que o bem. Uma das maiores vítimas foi a supervisão que os ‘gatilhos de impulso’ do controle do Xbox One receberam depois. Inferno, até hoje é um recurso pouco conhecido.

Leia também  The Sims 4 Eco Lifestyle revisão: \
Leia também  Watch Dogs Legion recebe uma nova atualização que adiciona partidas privadas cooperativas

Os gatilhos de impulso, disponíveis no lançamento no controle padrão do Xbox One e em quase todas as iterações desde então, foram uma evolução significativa da tecnologia de feedback háptico, como a entendíamos na época. Em vez de oferecer pulsos de vibração padrão na palma de suas mãos – como havia sido amplamente popularizado pelos controladores desde o lançamento do DualShock do PlayStation em 1997 – o controle do Xbox One transformou a maneira como os desenvolvedores podiam comunicar ação e direção aos jogadores, obtendo feedback diretamente. através das pontas dos seus dedos.

Isso é possível porque o controlador possui pequenos motores de vibração dentro de cada um dos gatilhos que são capazes de executar independentemente do ruído do chassi e um do outro. Isso significa que os desenvolvedores podem programar vibrações direcionais – adaptando-as a diferentes carros, armas, situações, etc. – para comunicar diferentes tipos de ciclos de feedback.

(Crédito da imagem: Insomniac)

A história do controle PlayStation

(Crédito da imagem: Sony PlayStation)

Do Digital ao DualSense – A história e a evolução do controle PlayStation à frente do PS5

Aqui estão alguns exemplos, apenas para que você possa ter uma noção melhor disso. A Sunset Overdrive apresentava uma grande variedade de armas ultrajantes, cada uma com um sensação tangível graças à maneira como os impulsos provocam vibrações e resistência reforçada. No Halo 5, você recebe rumble direcional para indicar a direção do fogo recebido, sem mencionar o peso de armas e veículos icônicos ajustados de acordo com seus dedos. No Gears 5, você sentiria um choque nos pulsos e uma sutil rugas no dedo indicador, indicando que sua arma estava sem munição e que você precisava recarregar. Com os jogos Forza Motorsport, ao empurrar um veículo além do limite, você sentiria os pneus trancando e o ADS chutando como forças independentes; se suas rodas começarem a se desviar da pista, você provavelmente sentirá isso antes de vê-lo, além de melhorar a imersão, também ajudará a ensinar os fundamentos do jogo.

Muito parecido com o modo como as dicas de áudio são usadas, o resultado da integração dos acionadores de impulso é sutil e amplamente lembrado apenas na sua ausência. Ao longo dos anos, senti que alguns exclusivos do PlayStation – apesar de seu design incrível, atenção aos detalhes e idéias inovadoras – tiveram essa inexplicável falta de peso para eles. Acho que parte disso é devido à ausência de loops de feedback háptico e detalhes sensoriais extras aos quais me acostumei no Xbox One (meu console principal).

Leia também  Watch Dogs Legion recebe uma nova atualização que adiciona partidas privadas cooperativas
Leia também  O MLB The Show 21 supostamente roda mais suavemente no PS5 do que no Xbox Series X

Você só precisa mudar de algo do Forza para o DriveClub – para traçar um paralelo fácil – para sentir A diferença. A mente só pode se perguntar como jogos como The Last of Us, Spider-Man, Horizon Zero Dawn e GT Sport (e potencialmente serão, caso as sequências do PS5 sejam anunciadas) sejam beneficiados. O estrondoso peso do corpo a corpo sopra nos seus dedos, o choque dos saltos desafiadores da morte arrebatando-lhe os pulsos, e o suave formigamento nas pontas dos dedos quando a borracha queima nos cantos. A introdução de gatilhos adaptáveis ​​ao DualSense é notável, e devemos ficar empolgados em ver o que a variedade de desenvolvedores talentosos da Sony é capaz de fazer com a tecnologia na era PS5.

Os gatilhos adaptáveis ​​DualSense mudarão o jogo

(Crédito da imagem: Sony)

Eu acho que é seguro assumir que os gatilhos adaptáveis ​​DualSense do PS5 serão uma inovação impressionante desse conceito – a tecnologia háptica percorreu um longo caminho desde 2013 – mas os fundamentos certamente permanecerão os mesmos. Basta ouvir Hideaki Nishino, vice-presidente sênior de planejamento e gerenciamento de plataformas da Sony, para uma breve visão geral das intenções da Sony aqui..

“Tivemos uma grande oportunidade com o PS5 de inovar, oferecendo aos criadores de jogos a capacidade de explorar como eles podem aumentar esse sentimento de imersão por meio de nosso novo controle. Foi por isso que adotamos feedback tátil, que adiciona uma variedade de sensações poderosas que você sentirá quando você joga, como a lenta lentidão de dirigir um carro na lama.Também incorporamos gatilhos adaptativos nos botões L2 e R2 do DualSense para que você possa realmente sentir a tensão de suas ações, como ao desenhar um arco para disparar uma flecha. “

O controlador DualSense, sem dúvida, apresentará ruídos avançados no chassi. Ou seja, ele ainda será capaz de fornecer forças mais fracas e mais fortes para refletir as ações na tela, bem como feedback háptico com mais nuances, como zumbidos, estrondos e oscilações. Dado o foco da Sony em sentidos que, de outra forma, seriam ignorados, toque e som, você também se perguntaria o quão afinada será a próxima geração de vibração e vibração. Mas são os gatilhos adaptáveis ​​em que os desenvolvedores poderão realmente jogar.

Assim como o touchpad baseado em gestos do PS4, os jogos de terceiros que suportam os gatilhos de impulso do Xbox One foram surpreendentemente distantes e poucos – por que gastar tempo e recursos adicionais em um conjunto de recursos dos quais apenas uma plataforma terá o benefício? Com a Sony e a Microsoft agora investindo nessa tecnologia (presume-se que a funcionalidade retorne para o Xbox Series X), sua implementação deve se tornar onipresente em todo o setor. E isso, mais importante, significa que o rumor através do chassi e dos gatilhos só melhorará e evoluirá com o tempo, à medida que desenvolvedores ambiciosos começarem a experimentar seus jogos PS5 e Xbox Series X. A próxima geração está à vista e, embora possa demorar um pouco antes de experimentarmos como os gatilhos adaptáveis ​​do DualSense se sentirão, você pode ter uma ideia de como será agora, se conseguir colocar suas mãos em um Xbox 1.

Leia também  O MLB The Show 21 supostamente roda mais suavemente no PS5 do que no Xbox Series X
Leia também  Nuketown da vida real: onde Call of Duty obteve seu mapa mais icônico

Os controladores PS5 DualSense e Xbox Series X são as revelações mais importantes da próxima geração até hoje: Agora que a Sony mostrou o controlador PS5 para o mundo, eis por que você deve estar pronto para investir sua emoção nos novos consoles.